Após suposta foto segurando órgão genital, ex-senador Magno Malta diz que foi hackeado

0
202

O pastor e ex-senador Magno Malta (PL-ES) se envolveu em uma polêmica na terça-feira (19) após postar no Facebook uma captura de tela de sua galeria de fotos, onde era possível ver, no rodapé do celular, duas fotos de um pênis segurado, supostamente, por Malta.

No print publicado, Magno Malta teve o objetivo de mostrar uma foto do médico Anthony Wong. Na postagem, o pastor reclamava que um vídeo publicado por ele com uma fala do doutor, que defendia um tratamento comprovadamente ineficaz contra a Covid-19 e que morreu recentemente, foi tirado do ar por ser “supostamente falso”.
 
Em comunicado no Instagram, o ex-senador afirma que teve o celular “clonado” e que foi hackeado. “Comunico a todos que tive meu celular clonado e talvez hackeado. Tem uma pessoa se passando por mim, usando meu perfil do Facebook… Já estou tomando as providências, obrigado”, informa Malta.
Fonte: Varela Notícias