Morre policial que atirou contra a PM em surto no Farol da Barra, em Salvador

0
240

O comandante-geral da Polícia Militar da Bahia (PMBA) confirmou, nesta segunda-feira (29/3), a morte do policial militar Wesley Góes, morto após efetuar disparos contra guarnições da PM durante um surto psicótico no domingo (28/3). Segundo Paulo Coutinho, um inquérito será instaurado para investigar os procedimentos adotados pela corporação na contenção do PM.

Durante a coletiva de imprensa, o comandante também rebateu as críticas de que a operação teria sido conduzida de forma “desproporcional” e afirmou que os policiais envolvidos só efetuaram os disparos quando tiveram suas vidas postas em risco pela ação do soldado Goés.

“Enquanto os disparos não estavam oferecendo riscos para a tropa e para as pessoas que circulavam, protegemos a integridade do soldado. Sempre temos esse cuidado, temos expertise de atender ocorrência dessa natureza. Foram utilizadas outras alternativas, porém ele estava com uma arma de grande poder de letalidade e em determinado momento todos os recursos de isolamento e proteção foram esgotados”, avaliou.

Fonte: correiobraziliense