Coronavírus: Resultado de teste de Bolsonaro ficar pronto nesta terça-feira; Presidente tem sintomas desde sábado

0
149

Dois dias após um sábado de viagem e festa na hora do almoço, Jair Bolsonaro (sem partido) divulgou que está com suspeita de Covid-19. Naquele dia, o presidente fez um sobrevoo sobre as áreas atingidas pelo “ciclone bomba” em Santa Catarina. Na volta a Brasília, esteve num encontro com ministros, todos sem máscaras. À noite, ele passou a reclamar de cansaço. No domingo, o mal-estar continuou. Nesta segunda-feira, no início da noite, com 38°C de febre, Bolsonaro procurou atendimento no Hospital das Forças Armadas (HFA) e passou por uma ressonância.

Mesmo sem saber o diagnóstico, Bolsonaro já começou a tomar hidroxicloroquina com azitromicina. Não há comprovação científica da eficácia do uso desses medicamentos. No fim de semana, a Organização Mundial da Saúde (OMS) comunicou sua decisão de retirar, definitivamente, a hidroxicloroquina de seus testes científicos pela ineficácia apresentada pela substância. Segundo a OMS, ela não é capaz de reduzir a mortalidade de pacientes com Covid-19.

A aliados, Bolsonaro brincou dizendo que estava se sentindo “meio brocha” e decidiu buscar ajuda clínica no hospital. Na noite desta segunda-feira, na porta do Palácio da Alvorada, na volta da consulta, Bolsonaro afirmou que “o pulmão está limpo”. “Eu vim do hospital agora, que eu fiz uma chapa de pulmão, tá limpo o pulmão, tá certo?”, declarou ele aos apoiadores. Pela manhã, ontem, o presidente esteve numa reunião com alguns ministros. Entre eles, Braga Netto e Paulo Guedes.

 

Fonte: YahooBrasil