Juiz não permite que Geddel saia do apartamento para tomar banho de sol e malhar

0
329

O juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal em Brasília, negou pedido do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) para tomar banho de sol.

a decisão, publicada nesta quarta-feira (09), o magistrado autorizou familiares do peemedebista a usar celulares, computadores e outros aparelhos de acesso à internet no apartamento onde Geddel está em prisão domiciliar, em Salvador. O juiz, no entanto, solicitou “o nome de cada um desses familiares e residentes no local, e o número de seus respectivos telefones e endereços eletrônicos”.

A defesa de Geddel havia alegado que presos possuem direito a pelo menos duas horas de sol, mas segundo o juiz os advogados do peemedebista precisam provar que o apartamento do ex-ministro não tem varanda ou “varanda com sol suficiente para cumprir o direito pretendido”.

(Foto: Valter Campanato/ Agência Brasil)

Geddel foi preso preventivamente em junho deste ano acusado de tentar atrapalhar as investigações da Operação Cui Bono, mas foi transferido do regime fechado para o domiciliar por ordem do desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1).

Fonte: V.N