Maetinga realiza com sucesso a 1ª Reunião Ampliada de Saúde das Mulheres

0
201

A Prefeitura Municipal de Maetinga por meio do Conselho de Saúde junto com a Secretaria de Saúde promoveram nesta quarta-feira (17) a I Reunião Ampliada de Saúde da Mulher, com o tema “Saúde das Mulheres: Desafios para a Integralidade com Equidade”. A reunião foi realizada às 8h, no Projeto ERA. A partir do tema central foram discutidos subtemas, como a situação da saúde da mulher e os determinantes econômicos, sociais e ambientais do adoecimento; o papel do estado no desenvolvimento socioeconômico ambiental e seus reflexos na vida e na saúde das mulheres; o mundo do trabalho e suas consequências na vida e na saúde das mulheres; vulnerabilidade e equidade na vida e na saúde das mulheres e as políticas públicas para mulheres e a participação social. O evento foi aberto ao público e contou com um número grande participantes.

O Conselho Municipal de Saúde representado pela Presidente Srª Juliana Araújo organizou e realizou a Reunião Ampliada sobre Saúde das Mulheres. “A reunião teve como objetivo propor diretrizes para a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Mulheres que serão apresentadas na Primeira Conferência Macrorregional de Saúde das Mulheres, evento que subsidiará as conferências a nível estadual e federal” disse Juliana.

Para a Enfermeira Iandra Alves, coordenadora da Atenção Básica do Município, o evento foi de uma importância muito grande e ela repassou o conteúdo discutido que acompanhamos na íntegra:

PROPOSTAS

Sub – Eixo I – O papel do Estado no desenvolvimento socioeconômico e ambiental e seus reflexos na vida e na saúde das mulheres:

1. Ampliação da Rede de abastecimento de água nas localidades mais povoadas, assim como melhorar o sistema de abastecimento de água realizada pela operação pipa. 2. Criar mecanismos de incentivo e apoio as iniciativas não governamentais como assessoria técnica, fornecimento de água e formação de profissional. 3. Intensificação de campanhas e mutirões de sensibilização à destruição dos focos do mosquito aedes Aegypti com a criação de uma resolução junto a Câmara de vereadores municipal afim de penalizar o morador que tiver imóvel com foco do mosquito.

Sub – Eixo II – O mundo do trabalho e suas consequências na vida e na saúde das mulheres:

1. Incentivar a participação assídua das mulheres nas associações comunitárias para que a partir desta ferramenta possam se unir e cobrar junto aos gestores municipais a elaboração de projetos com o objetivo de trazer para o município fontes de trabalho como fábricas e cooperativas. 2. Organizar grupos de palestras e orientações multiprofissionais voltadas à realidade da comunidade, bem como ampliar conhecimento das mulheres no intuito de que as mesmas conheçam e reivindiquem seus direitos. 3. Ampliar o conhecimento para das mulheres sobre direitos trabalhistas e capacitar profissionais para atender em caso de violação dos seus direitos.

Sub – Eixo III – Vulnerabilidades nos ciclos de vida das mulheres na Política Nacional de Atenção Integral a Saúde das Mulheres:

1. Intensificar as ações de educação permanente em relação a sexualidade na adolescência através da parceria entre saúde e educação na orientação aos pais e educandos. 2. Intensificar as orientações de educação permanente na comunidade de forma geral sobre os vários tipos de violência contra a mulher e a capacitação dos órgãos públicos responsáveis pela acolhida aos usuários em casos de violência afim de melhor atender a essa mulher. 3. Ampliação da Rede de Assistência a pacientes oncológicos, levando em consideração á extensão da macrorregião e a baixa oferta de profissionais treinados para acolher essa demanda.

Sub – Eixo IV – Políticas Públicas para Mulheres e Participação Social:

1. Investimento do Governo Federal na contratação de profissionais de área de saúde, infraestrutura hospitalar, incentivo e oportunidade de trabalho para melhoria no atendimento voltada para saúde da mulher e igualdade dos direitos. 2. Governo Estadual em parceria com o Governo Federal invista e repasse para os municípios propostas de melhoria ao acesso á saúde e assistência de qualidade a mulher. 3. Investimento na contratação de profissionais especializados como ginecologista, médicos enfermeiros obstetras para uma assistência adequada e integral.

Segundo o Secretário de Saúde Eric Leite dos Santos “(…) Este evento reforça a importância da participação social na formulação de políticas que visem o fortalecimento da atenção integral à saúde das mulheres e a melhoria do acesso e qualidade da assistência da população feminina nos diversos ciclos da vida (…)” disse o gestor da Saúde.

Fonte: Maetinga.ba.gov.br