Otto Wagner, fala das dificuldades e lança pre candidatura para 2016

0
130
DSC_0824-001
Prefeito Dr. Otto, Foto blog do Anderson.

A notícia de corte salarial dos servidores comissionados [os chamados cargos de confianças] sacudiu a Prefeitura Municipal de Poções, mas o prefeito Otto WagnerMagalhães (PCdoB) diz que não, pois todos aceitaram “naturalmente”. “Eles estão dispostos, se for necessário, a renunciarem os salários nesse período”, disse o gestor. De acordo com Otto, o seu governo vive em constantes mudanças. “Nós removemos Celso do PAT [Posto de Atendimento ao Trabalhador] para a Secretaria de Agricultura, removemos Matheus da Secretaria de Agricultura para a Saúde. Removemos Gênesis da Coordenadoria do Desenvolvimento Econômico para o PAT e exoneramos Dona Nancy da Assessoria e a nomeamos para a Coordenação do Desenvolvimento Econômico”, comentou o alcaide adiantando que as peças continuarão a se movimentar em sua Administração. Em recente fala em seu programa radiofônico semanal, o prefeito disparou contra adversários que já estariam criando asas e tecendo críticas a sua gestão.

“No momento em que o prefeito passa dificuldade financeira, muita gente começa a achar que o prefeito está fraco e que ele pode ser candidato. Então eu estou dizendo ao pessoal o seguinte: estão criando asas antes da hora. Por que de fato nós estamos passando um período de muita dificuldade financeira, pequena parte dessa dificuldade foi criada por nós mesmos, mas a grande parte foi a herança maldita do governo anterior, porém esses problemas serão sanados a partir de janeiro”, previu afirmando que o êxito dos anos vindouros lhe credenciará à reeleição ao lado do seu vice-prefeito, José Bonfim (PT). “Estou lançando o meu nome inclusive porque os próprios companheiros entendem que é preciso deixar bem claro que nós vamos nos manter unidos, o PCdoB e o PT, e que na próxima eleição nós não vamos entregar de bandeja na mão de quem quer que seja. Nós vamos lutar para que esse governo continue porque não é apenas um projeto pessoal, mas um projeto de transformação da nossa cidade que nós iniciamos e vamos dar continuidade. Isso deve durar 20, 30, 40 anos talvez até 50 como durou o período que nos antecedeu”, complementa prometendo comparecer, se convidado, na tão comentada Feijoada de Nelsão, encontro político realizado pelo vereador Nelson Machado Correia (PMDB). Informação blog do Anderson.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here